segunda-feira, 1 de abril de 2013

Transformação 3880 em Caminhão de Resgate Chicago - Parte 2

Olá amigos!

Demorou um pouco mas enfim tenho novas fotos da transformação para compartilhar com vocês. Nesta etapa, precisei refazer alguns passos anteriores porque havia me esquecido de abrir um espaço da janela da parte de trás da cabine. Então vamos lá:

Primeiramente quero mostrar o resultado após a primeira lixada que fiz, vocês se lembram que no final da Parte 1 o resultado ainda estava bem precário:






O resultado até aqui foi aceitável, algumas falhas ainda serão corrigidas mais a frente. Então comecei o processo de corte da janela:




A frente também foi aprimorada com mais algumas lixadas:



Em seguida parti para a já consagrada dupla "durepoxi + creme nívea" (juro que não ganho nada de nenhuma das duas empresas rsrsrs) e fui fazendo o acabamento externo e também um reforço interno para que a parte de plástico que foi adicionada não ficasse frágil demais.






Para o acabamento utilizei lixa dágua nº 320 e muuuita paciência :-)









Chegou a hora de aplicar a primeira demão do Primer (base para pintura), gosto muito de utilizar este primer da Colorgin porque ele seca rápido e é bem simples de aplicar. A dica aqui é misturar bem a tinta balançando a latinha, faça isso por alguns minutos para que a tinta fique bem homogênea:





O primer é importante por 2 motivos: primeiro porque ele ajudará a fixar melhor a tinta que será aplicada posteriormente e segundo porque ele permite visualizarmos com melhor definição as partes que precisam ser aprimoradas.
Notem abaixo os relevos onde foi aplicada a massa, é possível ver exatamente onde precisamos melhorar... 




Todas estas aberrações precisam ser corrigidas...




Então voltemos a etapa de lixamento onde estiver muito alto e massa putty onde estiver muito baixo. Esta massa putty tem a tendência de se retrair após secar, então é aconselhável deixá-la um pouco alta e depois tirar o excesso com a lixa. Se for necessário você pode também utilizar um cotonete embebido em acetona para deixá-la mais lisa:





Após a massa secar, mais uma lixada, desta vez utilizando lixa nº 600 que é mais fina do que a nº 320. Quanto maior o número, mais delicada é a lixa e menos estragos ela causará:




Nova demão de primer... desta vez fiquei satisfeito!



Agora que a peça está bem aceitável, podemos partir para a pintura. Utilizei uma fita própria para este tipo de trabalho, é a "masking tape" da Tamiya juntamente com jornal. A dica é utilizar a masking tape apenas nas bordas e jornal no restante, assim podemos economizar alguns trocados, já que esta fita é relativamente cara. 







Inicialmente pintei a parte preta, utilizando Colorgin preto brilhante:







Vale lembrar que as etapas de pintura exigem um bom tempo para secagem da tinta, entre as demãos aguarde pelo menos 15 minutos, mas aconselho deixar o máximo tempo possível. Já para aplicar uma cor diferente, aguarde pelo menos 24 horas, porque se a tinta não estiver bem seca e você colocar a fita de mascaramento por cima, isso irá marcar a pintura anterior... e isso é tudo que não queremos de forma alguma, então neste caso é melhor pecar por excesso, ok ?

Enquanto aguardava a secagem de cada demão, comecei a trabalhar na parte interior do veículo. Escolhi uma pintura com Tamiya Gun Metal para o interior da cabine:






Continuando a pintura externa, é hora da cor principal, o vermelho:





A faixa branca:




E finalmente a linha dourada que divide o preto do vermelho. Achei que seria mais prático fazer esta faixa utilizando caneta marcador na cor dourada:



Mas sinceramente não gostei do resultado, não aderiu muito bem e estava deixando visível o encontro entre o vermelho e o preto. Então precisei recorrer ao pincel e a velha e boa Tamiya Gold Leaf. Um detalhe importante, toda tinta precisa ser muito bem misturada, mas nas cores metálicas eu costumo exagerar (no bom sentido), porque o pigmento metálico normalmente se separa do restante da tinta e se ela não for muito bem homogeneizada o resultado não será satisfatório.



O resultado ficou bem melhor:


Após uma demão de verniz:



O chassi do veículo precisou ser alterado porque o caminhão original possui uma grande base frontal (sinceramente não sei o nome correto, mas se alguém souber e quiser me informar ficarei grato :-D )



Então fiz o seguinte, cortei e lixei o encaixe do guincho original:




Serrei um pedaço de MDF e um outro pedaço da táboa de carne:


Lixei as pontas do MDF deixando-as arredondadas:


Colei as partes e reforcei com durepoxi:



Desta forma a peça ficou afixada ao chassi:




Posteriormente ela será pintada e ganhará alguns "adornos" :-D

Bom é isso, vou finalizando esta segunda parte, na próxima etapa pretendo mostrar mais do interior do veículo e também um pouco da aplicação dos decalques.
Está sendo muito gostoso trabalhar neste projeto, apesar do pouco tempo que disponho para dedicar a ele (cerca de 2 horas diárias), posso garantir a vocês que é realmente uma ótima terapia!!! 

Espero que tenham gostado, comentários são sempre bem vindos!

Até a próxima.


Parte 1
Parte 2
Parte 3
Parte 4






5 comentários :

  1. Uau, Cris... tá ficando fantástico!

    Assim como vc, eu tb tô ansioso pra ver como ficará o caminhão pronto!!!

    abs, Zerocal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hehehe nem me fala, por mim já pintaria tudo no mesmo dia, mas é bom porque to aprendendo a arte da paciência! rsrsrs Obrigado pela visita!

      Excluir
  2. Carácoles! O troço ficou sério! rsrs.
    Parabéns Cristiano, trabalho fabuloso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Luciano, obrigado pelo apoio e pela visita! :-D

      Excluir
  3. Caramba Cristiano,

    nem tinha visto a parte 2 e já tem a parte 3... Você está ficando profissional mesmo, amigo. Se a Geobra te descobre, contrata certamente.

    Mais um belo trabalho. Repito minhas palavras do último post, ousado, muito ousado mesmo.

    E quantas fotos, com riqueza de informações.

    Está ficando esplêndido...

    Parabéns mais uma vez.

    Marcius Victor.

    ResponderExcluir